Aposentado que recebe mais de um salário mínimo terá reajuste de 5,45%

Os aposentados e pensionistas do INSS que recebem benefícios superiores ao salário mínimo terão reajuste de 5,45% em 2021. Já o teto previdenciário, salário máximo pago pelo INSS, passará de R$ 6.101,06 para R$ 6.433,57 este ano.

A informação vem da Portaria n° 477, publicada hoje, 13 de janeiro, no Diário Oficial da União (DOU).

Em notícia anterior, já havíamos divulgado a projeção de quanto ficaria o teto máximo do INSS. Essa projeção é feita com base no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) de janeiro à novembro do ano passado. O valor anteriormente divulgado não levava em consideração o INPC de dezembro de 2020, que foi divulgado apenas no dia de ontem, 12.

Assim, com o INPC completo do ano de 2020, o reajuste fica firmado em 5,45% (para os que recebem mais que um salário mínimo). Elevando o teto máximo do INSS para R$ 6.433,57.

Calendário de pagamentos

O calendário de pagamentos dos benefícios do INSS para 2021 já foi divulgado ainda no ano passado. De acordo com o órgão, os segurados que recebem mais que um salário mínimo terão seus benefícios depositados a partir de 1° de fevereiro. E o reajuste já será pago a partir dessa competência.

As datas variam de acordo com o número final do benefício, sem considerar o dígito verificador (aquele que fica após o traço). Supondo que o número de benefício seja XXX.XXX.XX3-0, então o 0 (zero) é desconsiderado e o número final do benefício é 3 (três).

Confira abaixo o calendário de pagamento de benefícios de 2021:

Calendário de pagamento de benefícios de 2021 é divulgado pelo INSS

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial