Constatação: 81% dos trabalhadores ficam sem vale-refeição antes do fim do mês
nov04

Constatação: 81% dos trabalhadores ficam sem vale-refeição antes do fim do mês

Milhões de brasileiros recebem o benefício refeição das empresas, porém, o valor mensal recebido não dura até o fim do mês para 81,51% dos trabalhadores. Os dados são de um levantamento realizado pela Sodexo Benefícios e Incentivos com 1.186 entrevistados em todo o Brasil. A principal razão para o vale-refeição acabar antes do previsto é o valor baixo do benefício, segundo 42,81% dos entrevistados. Outros 40,5% dos trabalhadores...

Leia Mais
Caos na produção do milho, elevará preço da carne e do leite ao consumidor
jul20

Caos na produção do milho, elevará preço da carne e do leite ao consumidor

Primeiro foi o feijão carioca, depois os hortifrutigranjeiros (um exemplo apenas: quilo do pimentão verde está por volta de R$ 16,00 em algumas capitais) e, agora, é o milho que certamente deixará as autoridades federais desassossegadas. Com a queda de produção no País (se precisa perto de 5 milhões de toneladas-mês para atender a demanda interna), o milho virou artigo de alto luxo, quando se encontra. Mas, o pior está por vir: o...

Leia Mais
Descalabro: Dilma “doa” 625 t de feijão a Cuba. Safra cai e Brasil vai  importar
jun23

Descalabro: Dilma “doa” 625 t de feijão a Cuba. Safra cai e Brasil vai importar

Depois de uma “doação humanitária” (625 toneladas) ao governo cubano, em outubro passado, durante o governo Dilma Roussef, o feijão atinge preços assustadores, em função da queda de produção nos principais centros produtores (Rio Grande do Sul é um deles), por fatores climáticos. Principal produto na mesa do brasileiro, ele virou artigo de luxo e piada na internet. Com preços que variam até R$ 12,00, o quilo, conforme o...

Leia Mais
Prepare-se: quilo do feijão pode chegar até R$ 12,00. Arroz acompanha
jun09

Prepare-se: quilo do feijão pode chegar até R$ 12,00. Arroz acompanha

Um dos itens básicos da alimentação das famílias brasileiras – o feijão carioca – já é considerado o vilão da cesta básica por especialistas que monitoram o custo de vida. Problemas com a seca têm feito os preços dispararem. E a situação deve piorar. O custo do quilo nos supermercados poderá chegar a R$ 12, nos próximos meses. Em relação ao valor já cobrado hoje, de até R$ 8, a alta ainda será de 50%. Segundo o Instituto...

Leia Mais